Destaques

COMUNICADO | Medidas de Apoio Covid-19

PRA - cabeçalho

Federação Portuguesa de Ténis anuncia apoio de meio milhão de euros para ajudar na retoma da atividade

Verba pretende minimizar o impacto económico decorrente da pandemia da Covid-19

A Federação Portuguesa de Ténis (FPT) criou um pacote de medidas excecionais para ajudar na retoma da atividade desportiva, que acontecerá de forma faseada ao longo dos próximos três meses. Ao todo, a FPT vai disponibilizar um montante que ascende a meio milhão de euros, com o objetivo de apoiar todos os intervenientes que se viram obrigados a uma paragem forçada por causa do novo coronavírus.

As medidas de incentivo definidas pela FPT vão ser postas em prática de imediato e preveem o reembolso de taxas de torneios, clubes e equipas em 2020 (% da FPT), bem como um apoio financeiro às associações regionais, aumentando em 50% o valor do contrato programa de Desenvolvimento da Atividade Desportiva. O fomento do ténis, pilar estratégico da FPT, vai ser também beneficiado por este pacote de medidas, estando previsto uma verba para compensar as associações regionais e clubes pelas ações de fomento que não foi possível realizar. Também como medida de apoio ao recomeço da atividade dos clubes, a FPT vai oferecer um total de 36.000 bolas, que serão distribuídas com base no número de federados.

Para garantir a segurança dos atletas, a FPT irá ainda disponibilizar o primeiro material de desinfeção, tendo celebrado também um protocolo com empresa de produtos de desinfeção e higienização para compra de material com desconto.

Os jogadores, profissionais e amadores, têm por parte da FPT a garantia da recalendarização, sempre que possível, dos torneios nacionais e internacionais, para que possam preparar da melhor forma o seu regresso à competição. Os jogadores profissionais vão poder disputar 3 torneios com Prize Money, e disputar o campeonato nacional absoluto, que será antecipado para uma data anterior ao recomeço do circuito internacional.

No escalão juvenil, a FPT vai recalendarizar o máximo de torneios nacionais, estando também a considerar a realização na mesma semana, e num local próximo, de provas de consolação pontuáveis para o ranking nacional.

O pacote de medidas, anunciado hoje, prevê ainda a isenção para treinadores do pagamento da taxa de inscrição na próxima edição do Simpósio Nacional e formação creditada on-line gratuita para treinadores e árbitros nacionais.

Vasco Costa, presidente da Federação Portuguesa de Ténis, diz: “A saúde pública é a nossa maior prioridade, mas estamos convictos de que é tempo de retomarmos gradualmente a nossa atividade. Estamos cientes de que esta paragem forçada tem colocado diversos desafios aos clubes, jogadores, treinadores e árbitros, e demais intervenientes e, por isso, não poderíamos deixar de estar ao lado de quem faz do ténis um dos desportos mais admirados mundialmente. O pacote de medidas que preparámos é um balão de oxigénio e acreditamos que vai ajudar a relançar a atividade, para que rapidamente possamos voltar ao nível de atividade pré-pandemia.”

O dirigente sublinha ainda que: “Estamos atentos ao evoluir da situação e, caso se justifique, poderemos reforçar estes apoios.”

A FPT definiu já um calendário dividido em cinco fases para a abertura progressiva dos espaços desportivos e retoma da atividade. A primeira fase, que prevê o regresso ao trabalho dos atletas de alto rendimento, está já em vigor desde o passado dia 22 de Abril, podendo os clubes abrir os seus courts de ténis para treinos de atletas de alto rendimento desde que não haja limitações das autoridades locais. Prevê-se que as restantes fases decorram até ao próximo mês de Julho.

PRA - rodapé

 

Copyright © 2020 - Federação Portuguesa de Ténis

Todos os direitos de reprodução reservados. Nenhuma parte deste site pode ser vendida ou reproduzida por qualquer sistema ou meio (inclui fotografias ou vídeos) sem a autorização por escrito à Federação Portuguesa de Ténis.