PATROCINADORES

PARCEIROS

INSTITUIÇÕES OFICIAIS

A Fundação

Nascido em Lisboa em 1 de Fevereiro de 1864, Guilherme Pinto Basto fez os seus primeiros estudos em Portugal, mas em 1878 iniciou um périplo por países europeus, passando pelo Colégio de Downside, em Inglaterra, por Paris e por diversas cidades alemãs.

Além de uma sólida bagagem cultural, adquiriu também nessas viagens o gosto pela prática desportiva, tendo-se destacado na patinagem, hóquei no gelo, ciclismo, corridas de cavalos, tauromaquia (como bandarilheiro), vela, remo, automobilismo, golfe, futebol e ténis. Em 1950 - com 86 anos - era o mais idoso praticante de desporto em Portugal. O futebol e o ténis foram as suas duas grandes paixões, tendo trabalhado intensamente para a sua divulgação. É considerado o «pai» do futebol português, jogo introduzido no nosso país por si e pelos seus irmãos Eduardo e Frederico.

Mas foi no ténis que mais profundamente se empenhou, sem nunca esquecer as suas obrigações profissionais - primeiro enquanto trabalhador na firma E. Pinto Basto & Cª Lda., dirigida pelo seu pai Eduardo Ferreira Pinto Basto e pelo seu tio Teodoro Ferreira Pinto Basto; depois como encarregado de negócios da Islândia e do Sião e cônsul-geral da Dinamarca.

Como praticante conseguiu sagrar-se por nove vezes vencedor nos Campeonatos Internacionais de Portugal. Mas foi enquanto dirigente que a sua actividade deu maiores frutos, nomeadamente com a fundação de dois clubes - o Club Internacional de Football e o Sporting Club de Cascais. A sua capacidade organizativa levou-o depois a presidir à primeira direcção da Federação Portuguesa de Lawn-Tennis, fundada em 16 de Março de 1925. Desempenhou o cargo até 1934, quando foi substituído pelo seu amigo e director do Sporting Club de Cascais, Rodrigo Castro Pereira. Em 1946 foi eleito Presidente Honorário da Federação, posição de que muito se orgulhou até à data do seu falecimento, em 26 de lulho de 1957.

Copyright © 2017 - Federação Portuguesa de Ténis

Todos os direitos de reprodução reservados. Nenhuma parte deste site pode ser vendida ou reproduzida por qualquer sistema ou meio (inclui fotografias ou vídeos) sem a autorização por escrito à Federação Portuguesa de Ténis.