Ganhar pontos cá dentro

Calendário com 42 semanas de competição

O ténis português vai ter ao longo de 2018 o maior número de semanas de competição internacional no escalão sénior de que há memória. Ao todo, serão 42 semanas, faltando apenas 10 para se poder dizer que o ano civil estaria completo.

Trata-se do projeto mais arrojado de sempre e que está devidamente sustentado pela política encetada pela Federação Portuguesa de Ténis em apoiar as entidades promotores de eventos.

Este enquadramento permite criar outras plataformas de apoio a nível local, nomeadamente autárquico, com um feliz retorno em termos de turismo e economia local, garantindo a possibilidade de os jogadores portugueses ganharem pontos ATP sem terem necessidade de se deslocarem para o estrangeiro com tanta frequência.

João Monteiro, campeão nacional em 2016 e atleta do CAR Jamor, é um exemplo: “O ano passado conquistei 80 por cento dos meus pontos em Portugal. É muito mais vantajoso para nós porque conhecemos bem as condições de jogo, as características da bola e escolhemos a nossa alimentação preferida. Tudo isto junto representa muita coisa ao fim de muitas semanas de competição”, disse-nos João Monteiro, de 24 anos, que em 2017 ascendeu 339 lugares na lista ATP. Iniciou o ano na 590.ª posição e terminou no 251.º posto.

Os seis títulos conquistados em 2017, quatro dos quais em Portugal (os outros foram em Espanha e Tunísia) permitiram a João Monteiro subir um patamar e agora vai fazer a sua estreia em 2018 em torneios Challenger, iniciando a temporada dentro de duas semanas em Punta del Este, Uruguai, juntamente com Pedro Sousa, outro atleta do CAR Jamor.

Novidade: dois challengers seguidos

O quadro competitivo estende-se de Norte a Sul de Portugal, como tem sido hábito, mas esta temporada existe uma agradável novidade: a realização de dois torneios da categoria Challenger, em Braga (CT Braga), e em Lisboa (CIF, este na segunda edição), logo a seguir ao Millennium Estoril Open (28 de abril a 6 de maio), no Clube de Ténis do Estoril.

São três semanas consecutivas de ténis de elite, onde o público tem ocasião de observar os nossos melhores jogadores e vislumbrar quem no futuro possa fazer parte deste grupo de eleição.

O calendário internacional tem início na próxima semana com o habitual circuito de torneios da categoria ITF no Algarve, este ano com a novidade da estreia de uma prova na Quinta do Lago.

Calendário das 5 primeiras semanas de torneios ITF em 2018:

19 a 25 de fevereiro: Vale do Lobo

26 fevereiro a 4 de março: Faro

5 a 11 de março: Loulé

12 a 18 de março: Quinta do Lago

19 a 25 de março: Vilamoura

 

No total (provas inscritas):

Torneios ITF masculinos: 19

Torneios ITF femininos: 20

Challengers: 2 (Braga e Lisboa)

ATP Tour: 1 (Millennium Estoril Open)

 

Norberto Santos, jornalista

 

Copyright © 2018 - Federação Portuguesa de Ténis

Todos os direitos de reprodução reservados. Nenhuma parte deste site pode ser vendida ou reproduzida por qualquer sistema ou meio (inclui fotografias ou vídeos) sem a autorização por escrito à Federação Portuguesa de Ténis.