PATROCINADORES

PARCEIROS

INSTITUIÇÕES OFICIAIS

Campeonatos Nacionais

Campeonato Nacional 2012

Os números do Campeonato;

2012, o ano do campeonato, N 41.44224 W 8.251385, as coordenadas do local da prova, open village sports, 7 o numero do court onde foram disputados os encontros, 4 o numero de jogadores, 6 o numero de encontros para apurar o campeão, 13 sets, 93 jogos disputados, 7 horas a duração dos seis encontros.

3, o numero de encontros que Carlos Leitão (Vet.+40) venceu, 24 jogos ganhos e 11 perdidos para confirmar a sua vitória consecutiva como campeão nacional.

2 encontros  ganhos e 1 perdido para o vice campeão Paulo Espírito Santo (Vet.+65),  com 26 jogos ganhos e 24 perdidos no seu 8 campeonato consecutivo.

1 encontro ganho e 2 perdidos para João Sanona (Vet.+35), com 24 jogos ganhos e 26 perdidos na sua segunda participação onde obteve o lugar.

3 encontros perdidos para João Lobo (Vet.+50), onde venceu 11 jogos e perdeu 36, tendo obtido o lugar, também um totalista de participações em campeonatos nacionais.

O que os números não dizem;

João Lobo surge neste campeonato vindo de uma lesão grave que colocou em risco a sua participação, fez apelo a sua capacidade de sacrifício e empenho e marcou presença. Está inscrito pelo Clube de Ténis de Pombal, é um exemplo do empenho e dedicação à modalidade, pois sem enquadramento técnico na sua cidade de residência, desloca-se com frequência a Pombal para treinar.

João Sanona, atleta do Clube Seténis, chegou á modalidade à três anos, teve este ano a sua segunda participação em Nacionais, consegue o terceiro lugar como prémio ao esforço realizado para progredir e protagonizou com Paulo E. Santo o encontro mais longo deste campeonato.

Paulo E. Santo, da E.T. José Mário Silva, o veterano da modalidade, continua a resistir às investidas dos adversários e conseguiu mais uma vez um bom resultado, realizando uma prova regular com momentos interessantes, em especial no segundo set da final, em que se aproximou das prestações de outrora.

Carlos Leitão, do C.T. Pombal um verdadeiro campeão, pois continua a juntar às excelentes prestações desportivas um conjunto de atitudes reveladoras de Fair Play e preocupação com a modalidade. Esteve irresistível em toda a prova, apenas na final e no segundo set, sentiu dificuldades que ultrapassou recorrendo à sua tradicional concentração na tarefa.

Todos os jogadores estão de parabéns assim como os respetivos clubes, deseja-se continuidade e que no próximo ano mais participantes compareçam a este evento tão importante para a modalidade.

Copyright © 2019 - Federação Portuguesa de Ténis

Todos os direitos de reprodução reservados. Nenhuma parte deste site pode ser vendida ou reproduzida por qualquer sistema ou meio (inclui fotografias ou vídeos) sem a autorização por escrito à Federação Portuguesa de Ténis.